Corvette Brasil

Maior conteudo sobre Chevrolet Corvette na língua Portuguesa.

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Video: Corvette à Italiana, Zagato Perana Z-One


Na década de 60 e 70 o termo híbrido era usado para carros Europeus com mecânica Americana. Se unia o melhor dos dois mundos: chassis, suspensão Europeus e mecânica potente e confiável Americana. Talvez o exemplo mais famoso tenha sido o Shelby AC Cobra mas, claro, há dezenas de outros como o DeTomaso Pantera, Monteverdi, etc.


A maioria das fotos está em alta resolução, clique nas fotos para ampliar.


A missão de Nori Harada para o fabricante artesanal Sul Africano, Perana Performance Group, era vender o desafio de criar um novo super carro de produção limitada que lembrasse o estilo clássico dos carros da casa Zagato. Deve-se dizer aqui que Nori Harada é o estilista chefe da Zagato Design e o resultado desse desafio é esse carro: O Perana Z-One.


Primeiramente o carro foi mostrado como um conceito no salão de Geneva de 2009 e elogios foram rasgados ao carro vindos da impressa e do público. Após o salão de Geneva a Perana recebeu um convite para participar com o carro do tradicional Concorso d' Eleganza na Vila d'Este que fica no lago Como na Itália. Durante o evento o Perana Z-One recebeu mais elogios.

Uma bela foto, Aston Martin, Perana e Infiniti no Concorso d'Eleganza


Originalmente o carro era apenas destinado aos mercados Europeus e os Emirados Árabes porém devido ao interesse do público Americano, 99 carros ao ano serão destinados aos EUA.


Uma vez que havia um relacionamento existente com a Superformance, eles se tornaram o parceiro Americano ideal por conhecerem bem o mercado desses nicho de carro. Dessa forma, a única forma de se obter um Z-One por aqui é através da Superformance onde pode se obter réplicas do Cobra e GT40 entre outras preciosidades.


O Perana Z-One pode ter duas motorizações: ou a LS3 de 430 HP ou a LS7 do Z06 que produz 505 hp acoplados a mesma transmissão de 6 marchas e um diferencial da ZF. O carro de teste da empresa, no entanto, é equipado com um LS3 que foi ligeiramente alterado para produzir 442 hp. Performance do carro é estimada em menos de 4 segundos de 0 à 100 km/h e velocidade final por volta dos 290 km/h. Naturalmente, essa performance será bem superior se o carro for equipado com um LS7.

Um LS3 como usado no Z-One


O carro tem um equilibrio de 50/50% na dianteira e traseira e seu peso total é de aproximadamente 1.200 kg. O chassis é composto por um design space frame de aço (vejam a foto) com motor dianteiro/central como no Corvette, suspensão independente nas 4 rodas, amortecedores Bilstein, molas Eibach e a carroceria é de plástico. Além disso pode-se se comprar o carro completo menos motorização o que permite à entusiastas preparar o carro à gosto para uso em pista.



O Z-one tem 2.54 m entre eixos e um comprimento total de 4.40 metros com uma pequena altura de 1.23 metros (lembre-se do GT40 cujo 40 significa altura de 40 polegadas. O Z-one tem 48 polegadas de altura). O cupê vem standard com bancos recaros com acabamento de couro e Alcantara, ar condicionado, som de primeira, sistema de navegação por satélite e rodas de 18x10 na frente e 18x12 na traseira calçadas com pneus Michelin PS2.




De acordo com a lista de preços da Superformance, um Perana Z-one roller (sem a mecânica) tem um preço básico de $79.900 Dólares. Com freios, pintura e todos os acessórios sai por quase $88.000.



Ainda, por menos de $100.000 Dólares pode se ter um carro que é desenhado pela Zagato, feito à mão, exclusivo e que proporciona todas as sensações devidas à um purista com saudades das competições do passado, um carro para um verdadeiro entusiasta. Com certeza, um clássico e candidato à ítem de coleção do futuro.



O Perana Z-One foi apresentado pela primeira vez no último 13 de Agosto no Concorso Italiano que aconteceu em Laguna Seca em Monterey Califórnia. Um local bem apropriado uma vez que o tema era o design Italiano.







Para maiores informações sobre o carro, visitem o site da Superformance ou utilize o email info@PeranaUSA.com

4 comentários:

Lawrence Jorge R S disse...

Carro muito interessante. Lembra muito a Ferrari GG-50 do lendário Giorgeto Giugiaro, piorada... Claro.
Eu faria umas coisinhas diferentes na dianteira... Principalmente estenderia o para-brisas e instalaria potentes fárois “abre-alas”... Algo que falta até nas Corvettes.
Será que o V-8 com compressor mais alto vai caber?
Mas o que me incomoda mesmo é a traseira; porque a frente sem impõem, tem um "volume" impressionante comparando a traseira coitada... Foi limada de todas as formas possíveis.
Tudo para a frente e nada para a traseira... Esse pessoal precisa urgentemente ver um desfile de escola de samba para aprender o valor estético e funcional de uma traseira bem feita.
Fico triste que mesmo designers ultra-hiper-mega famosos não aproveitam as possibilidades de melhorar o downforce praticamente sem aumentar o arrasto melhorando os fluxos de ar atrás da caixa de rodas traseira. Mas fazer o q né? Eles são da famosa Z...
Abraços.

Luiz disse...

O teto é tipicamente Zagato, com as duas sutis bolhas, uma para o motorista e outra para o passageiro.

Mauricio Morais disse...

Gostei do carro. O Lawrence apontou algumas falhas uqe podem ser melhoradas, sim, especialmente na traseira, que achei desproporcionla com a frente.

Mas gostei mais ainda do post em si. Gosto de posts generosos, com muita foto de alta resolução.
Parabéns e continue assim. Abs.

Joel Marcos Cesetti disse...

Como já foi dito um carro interessante,mas nada que chegue aos pés de um Corvette tradicional.